Thiago Chinellato

Delegado de Polícia, Pós-graduado em Direito Constitucional e Direito do Estado, Professor do Curso Preparatório para Concursos IPA (International Police Association).

22 de agosto de 2013 18:10 - Atualizado em 22 de agosto de 2013 18:10

Artigo 5º inciso XI da CF – Considerações iniciais

O presente artigo tem por objetivo traçar comentários básicos e suscintos sobre o inciso XI, artigo 5º do texto constitucional. Este inciso muito comum em provas, trata da inviolabilidade domiciliar e do conceito de casa, ideias que permitem diversos desdobramentos nas provas, senão vejamos. O Texto da Constituição Federal menciona a expressão período diurno e…

, ,
1498

O presente artigo tem por objetivo traçar comentários básicos e suscintos sobre o inciso XI, artigo 5º do texto constitucional.

Este inciso muito comum em provas, trata da inviolabilidade domiciliar e do conceito de casa, ideias que permitem diversos desdobramentos nas provas, senão vejamos.

O Texto da Constituição Federal menciona a expressão período diurno e a doutrina enuncia existir dois critérios possíveis, o cronológico/temporal e o critério físico/astronômico.

O primeiro deles, critério cronológico/temporal, considera como sendo dia o período compreendido das seis horas da manhã às dezoito horas, critério adotado pelo professor JOSÉ AFONSO DA SILVA.

Existe ainda o critério físico/astronômico que irá considerar como conceito de “dia” o período compreendido entre a aurora e o crepúsculo.

Por fim, existe um terceiro e último critério, denominado de misto que conjuga os anteriores e é adotado pelo professor ALEXANDRE DE MORAES, determinando que se em uma determinada região o sol só nasce após as seis horas, esse será o início do dia, no entanto se o nascer do sol se der as cinco horas e trinta minutos, deve-se aguardar até as seis horas para que o dia tenha início.

Sobre este inciso ainda temos questionamentos importantes como a possibilidade de ser dada continuidade ao cumprimento de um mandado judicial que fora iniciado no período diurno e que só terá seu fim durante a noite, que o conceito de casa compreende também consultórios, escritórios, quartos de hotel, estabelecimentos comerciais e outros aposentos e, que o Supremo Tribunal Federal já decidiu que o mandado judicial relacionado a escritórios de advocacia deve ser pormenorizado.

Uma última dica com relação ao artigo 5º é a leitura constante dele e de seus incisos, vez que por vezes as provas abordam o próprio texto da lei.

Bons estudos.


Comentários